Do Mini Maternal ao Jardim II.

Tranquilidade e qualidade ao alcance do seu futuro !

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Tudo é brinquedo!



Os alunos do Espaço Ratimbum estão amando e brincando com sucatas e a imaginação deles vai além. É muito gratificante ver estes pequenos criando coisas e trazendo na brincadeira as vivências do dia a dia. Além de trabalhar vários aspecto do intelecto, social e coordenação motora. 



Nosso aluno Bernardo em um dos seus comentários disse: 

"- muito obrigada tia por dar estes brinquedos para nós." 

Objetos do dia a dia e sucata servem de estímulo para o faz de conta nas salas de aula na educação Infantil. A imaginação dos pequenos cria o resto.
Virando "gente grande" 


De fato, o mundo representativo e simbólico é típico dessa faixa etária. Na creche e na pré-escola, dos 2 aos 5 anos, jogos e brincadeiras são a principal atividade no desenvolvimento do psiquismo infantil. O assunto foi bem estudado pelo psicólogo russo Alexei Leontiev (1903-1979), um dos mais próximos colaboradores de Lev Vygotsky (1896-1934), pioneiro em relacionar a evolução intelectual às interações sociais. No livro Linguagem, Desenvolvimento e Aprendizagem, Leontiev explica que é por meio das brincadeiras que a criança toma posse do mundo concreto dos adultos. No plano da imaginação, os pequenos realizam as tarefas de "gente grande" que vêem no dia a dia. Assim, dão conta de coisas que, na vida real, ainda não conseguem fazer. 

A escola pode e deve alimentar esse saudável apetite de faz de conta infantil. Cabe aos professores usar a criatividade para oferecer diferentes contextos e oportunidades de ampliar a fantasia. Nesse sentido, brincadeira se ensina, ao contrário do que muitos pensam. 










segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Aniversariantes de Setembro - 2014


Bernardo M. Andreassa - 4/09 
 Miguel Vicente da Silva - 18/09 
 Breno N. Paulowich - 21/09
 Gabriela Miguel Pascoal - 21/09
 Helena Pereira Zem - 24/09

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

A FAMÍLIA E A ESCOLA!



A FAMÍLIA E A ESCOLA
A família e a escola se complementam
É na família que aprendemos os primeiros passos.
E é na escola que aprendemos as primeiras letras.
Uma boa educação em casa, baseada no respeito e no
amor, facilita a vida do estudante e a sua convivência com
os colegas de turma, professores e diretores.
A família e a escola formam a base de qualquer cidadão.
Uma não vive sem a outra.
Uma vive de mãos dadas com a outra.
Família e escola servem de espelho para
O crescimento saudável do cidadão.
Em casa ele tem o exemplo dos pais.
Na escola, o exemplo dos professores.
A família e a escola fazem parte da vida de todos.
Pais educados, filhos também educados e amorosos.
Professores que têm a missão de ensinar formam alunos
Cheios de sabedoria, interessados no futuro e com
Vontade de aprender cada vez mais.
Família e escola. Visão do futuro. Amor. Cuidado.
Preparação para toda a vida.
Uma boa família. Uma boa escola.
Garantia de seres humanos cada vez
Mais preocupados com o próximo.
Cada vez mais preocupados com o futuro
E o bem estar de toda a humanidade.
Pensem nisso!!
Autor: Antonio Marcos Pires